O desafio é lá em Riba.

Riba de Mouro

Bravos e
Duros c’ma
canhotos.

O Povo.

Lá em riba, as pessoas não têm vergonha das suas raízes. Nesta povoação rústica, porém sobejamente engenhosa, a população soube guardar intactos ensinamentos ancestrais, que têm sido transmitidos num misto de seriedade e ceticismo.

Vida animal.

Os Animais.

Num hai
cousa igual.

História, Cultura e Património.

Que tal começar pela origem e variação do seu nome, ao longos dos tempos? Quanto à crendice popular, onde têm lugar as lendas e crenças e, claro, as mezinhas, assim como a tradição oral, são valores que mantêm vivo o património imaterial único deste território. Em termos arqueológicos e arquitetónicos, prepare-se para entrar num cenário de filme.

Santo António de Val de Poldros.

O pináculo da paisagem tradicional do Alto Minho.

Hai que
ter força.

Natureza, Desporto e Aventura.

Riba de Mouro é a melhor fuga de montanha. Sem filtros! Aqui, onde sentirá que pode tocar o céu, cada pedaço de chão conta uma história. De coragem e bravura. De resistência e conquista. Por isso, qualquer que seja a sua prova, não se esqueça: o desafio é lá em riba.

Bás ber
o que é bô.

Experiências.

Desde a alimentação ao estilo de vida, em Riba de Mouro é tudo muito mais sustentável. Os tempos mudaram, mas os ensinamentos intemporais do “saber fazer” e “bem receber” continuam bem espelhados no vasto leque de experiências que poderá viver “lá em riba”.

A neve em Riba de Mouro.

Lá en Riba, neba à moda antiga.

©Jornal de Notícias

Dialeto “Ribamourês”.
Falar à moda de Riba de Mouro, um dialeto galaico-português.

Dialeto “Ribamourês”.
Falar à moda de Riba de Mouro, um dialeto galaico-português.

Ben cun
calma!

Como chegar.